Ilhenses podem ter sido vítimas de empresa que trabalhava com esquema de pirâmide

  • 19/11/2021
  • 0 Comentário(s)

Ilhenses podem ter sido vítimas de empresa que trabalhava com esquema de pirâmide

Dois ilhenses procuraram a Polícia Civil, depois de descobrirem que podem ter sido vítimas de uma empresa financeira, que trabalhava em esquema de pirâmide. Os donos e outras pessoas envolvidas foram presos em operação realizada pela Polícia Federal este mês.

De acordo com as investigações realizadas pela Polícia Federal, a empresa convencia pessoas a entregarem suas economias em troca de altas taxas de juros remuneratórios que chegavam a até 6% ao mês. Porém, essa vantagem financeira era sustentada com dinheiro de novos investidores, caracterizando um esquema de pirâmide financeira.

As investigações revelaram que o esquema de pirâmide financeira movimentou R$ 100 milhões em quatro anos. O número de vítimas prejudicadas só vai ser descoberto após análise de documentos apreendidos na operação.

De acordo com Boletins de Ocorrências registrados pela Polícia Civil, as vítimas investiram R$ 3 mil cada uma, com a promessa de que receberiam 5% ao mês sobre o capital investido. Eles chegaram a receber “comprovantes” desse pagamento, mas só teriam acesso ao dinheiro no fim do contrato, programado para este mês. Eles solicitaram o resgate, mas ainda não receberam nenhum valor.

Para garantir a indenização das vítimas, a Polícia Federal catalogou todos os bens dos investigados, desde uma mansão a chácaras e um terreno às margens do rio Paraná.


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes